LOGO PROFISSIONAL RETANGULAR.PNG

A Trajetóriah!

O ecoar dos pássaros...

CASACOR 2021 A Trajetóriah! Subsolo

A arandela com a árvore da Vida recortada foi feita à partir de um tonel de óleo garimpado em um ferro velho pelo artista Diego Rutkowski.

Os pássaros pendurados e as garças olham curiosas para os visitantes...

Os pássaros e as garças são feitos em Santa Brígida BA. A associação envolve 32 famílias , localizada no norte do Estado, no bioma da Caatinga , produzem artesanatos utilizando a fibra do licuri, também os troncos caídos de umburana.

O banco Cambará do ateliêr Elton Canani, em madeira Marfim, convida os visitantes a sentarem e tirarem uma foto em meio à Natureza 

Toda a atmosfera fica ainda mais rica com o ecoar do canto dos pássaros que permeia toda a escada e o subsolo e que saem da caixinha de som instalada no alto da arandela e que nos foi fornecida pela Koala informática.

As molduras dessa linda coleção de borboletas em aquarela de Jhasua foram retiradas do descarte de uma vizinha e restauradas...tudo pode se transformar em algo especial, basta querer ver a transformação acontecer.

Os cestos de taboa, são feito na cidade de Feliz Deserto /AL , a taboa é planta encontrada na beira de rios e lagoas, em grande quantidade , formando o taboal que chega a crescer até 4 metros de altura. Por muito tempo sua palha foi a materia prima com a qual as comunidades ribeirinhas faziam suas camas, travesseiros, cadeiras, conhecida como "cama de pobre

O painel de madeira foi elaborado com as sobras das madeiras utilizadas nos ambientes e que foram fornecidas pela Brasil Tropical - BTP floors. Madeira proveniente de floresta localizada no Mato Grosso, própria da fábrica, e que tem o manejo da floresta de forma consciente e sustentável. Certificada e todo o acabamento é feito em 7 camadas de verniz à base de água, não agredindo a natureza de forma alguma.

Os bancos e mesinha são do ateliêr Elton Canani e a madeira é o Pinus Eliot.

 

20210720_212004.jpg

As pendentes da linha Corrupio de Érico Gondin para Ratoroi são feitas à partir de byeplastic, plástico retirado dos oceanos,  e o peixe de Diego Rutkowski foi todo criado à partir de sucatas...

O vaso é de Angelin, as mesinhas tem tampo em Imbuia e pés em Tauari e os bancos em Freijó. Todos do ateliêr Elton Canani. As madeiras da parede e da prateleira são da BTP floors, certificadas e com 7 camadas de verniz à base de água.

O serrote e as pás de obra são artes de Diego Rutkowski inspirando para acreditar na transformação.

O mosaico da Pedras Treviso feito com Ardósia Ferrugem da o toque final a este cantinho com ares de área externa que é coberto pela esteira de taboa, a mesma matéria prima dos cestos.

A Palmeira Fênix dá ainda mais o ar de área externa e nos lembra que podemos sim nos reinventar sempre! 

20210829_130349.jpg
20210829_130125.jpg

Foi amor à primeira vista...esse cesto lindo faz parte do acervo da loja Casa de Ana e o utilizam na composição de vitrines e decoração. Todo feito à mão, de vime e cipó da comunidade Kaigang de Santa Catarina. Com o desgaste do uso no dia a dia....o tornou ainda mais especial para fazer parte da Trajetóriah!

A arte indígena encanta com as suas tramas e cores e aqui, neste par de cestos de Urutu de Arumã/ Pakará com tampa não foi diferente. Aqui representam as raízes da brasilidade através da riqueza cultural do trabalho de trançar as palhas tingidas naturalmente .

Banco rústico em Peroba e Banco Carretel em Cinamomo feitos pelo atelier Elton Canani de Florianópolis  


20210829_130247.jpg